Livre Para refletir: Acumuladores


Esta semana a série Refletir fala sobre acumuladores. Em tempos de novas reflexões sobre os tipos de consumo, também precisamos levar em consideração alguns transtornos e distúrbios existentes dentro da nossa sociedade consumista, muitas vezes afetados por essa realidade. Vamos entender um pouco mais sobre este transtorno.


O transtorno de acumulação (TA) pode ser definido como o gosto imoderado por acumulação. Seus principais sintomas remetem à necessidade de coletar intencionalmente objetos ou animais, dificuldade em desfazer-se dessas posses mesmo que essas sejam inúteis, volumosas e até mesmo insalubres. Essa acumulação afeta seu ambiente de convívio, a mobilidade do sujeito e de seus próximos.

O que acontece?

Essas pessoas sentem um medo enorme de perder ou se desfazer de objetos que possam vir a ser importantes no futuro, sentindo-se mais seguros ao guardá-los. Pessoas com características de TA podem acabar se isolando e, normalmente, relatam não se sentir confortáveis quando outros sujeitos frequentam sua residência. Eventos traumáticos e dificuldades de relacionamento podem estar associados com o início dos sintomas no TA. Mais de 80% das pessoas que acumulam referem presença de TA no histórico familiar. Um psicólogo pode ajudar esta pessoa através da psicoterapia. Fazendo-o sentir menos os impactos dos seus medos e angustias, na busca a uma melhor qualidade de vida.


Psicóloga Mariá Lisboa Diotallévy

@psicomarialisboad

CONTATOS

 

canallivrepara@gmail.com

+351 914 820 619

+351 914 822 304

Penha de França | Lisboa | PT