Os vencedores do Artzero 2019!

Chegou ao fim o evento que desafiou Lisboa a criar peças de arte a partir de “lixo” e a participar em atividades e encontros sobre o tema sustentabilidade e arte.


O ArtZero e sua criadora Anna Masiello reuniram pessoas engajadas e interessadas em aprender sobre o tema sustentabilidade e também pessoas apaixonadas por arte e criatividade.

Foram momentos de muitas trocas e conexões.

Depois do primeiro encontro com a presença de Maria Granel e A Face Verde, uma ação de limpeza de praia com Route Portugal e a galera do documentário É p'ra Amanhã e de um encontro com o artista Xico Gaivota, os participantes finalmente apresentaram suas obras de arte que foram feitas a partir dos resíduos encontrados na praia e dos materiais reutilizados disponibilizados pelo próprio concurso! Veja todas as obras aqui!


As obras foram expostas no tradicional Mercado de Arroios em Lisboa e um júri especial selecionou os vencedores baseados na criatividade, mensagem e técnicas utilizadas na criação e elaboração das artes.


Com vocês, os vencedores do #ArtZero 2019:


Escolha do público:


A última Abelha - Rita Baião

A última Abelha - Rita Baião

"As espécies de abelhas de produção de mel a nível massificado aumentam de ano para ano, preservadas como gado, mantendo o lucro desta indústria. No entanto, as abelhas de produção de mel silvestre - responsáveis pela polinização da flora - estão a desaparecer graças ao aquecimento global. Sem a biodiversidade de flora que garanta a produção de oxigénio, o aumento da temperatura global torna-se inevitavelmente num ciclo vicioso. Parar as emissões de CO2 torna-se um imperativo… não deixem esta ser a última abelha! Material utilizado encontrado no lixo, bidão de detergente industrial, tampas de bidões, palhinhas, garrafa de Coca-Cola, caixas de ovos, caixa de madeira, placa de esferovite."



Segundo lugar:


A Águia do Oceano - Ronivan de Sousa Vieira

A Águia do Oceano - Ronivan de Sousa Vieira

"Ligue a consciência! É uma escultura interativa de um albatroz, pássaro marinho.

Têm a opção de ligar a consciência (que é um botão) causando interação do público com a obra, ao ser acionado acendesse uma luz que representa o despertar da consciência e que ao mesmo tempo mostra o interior do pássaro com todos os plásticos e biatas de cigarro que descartamos nas ruas e praias, em seguida o pequeno auto falante interno introduzido no passador toca o seu canto o som do mar e uma mensagem de conscientização.

Materiais: A parte externa é composta por 2 garrafões, 6 garrafas PET, dois plásticos amarelos, corda de pesca, sacolas plásticas, tintas acrílicas nas cores; preto e branco, e cola branca. A Parte interna por 5 litros de Biata de Cigarros, vários canudos plásticos, tampas plásticas, e resíduos diversos. Todo material usado na obra foi recolhido na praia ou ruas de Lisboa."



Primeiro lugar:


Lixo, logo existo - Vittoria Catalfamo


Lixo, logo existo - Vittoria Catalfamo

"O que nos define como seres humanos? Qual será o nosso legado? Lixo, logo existo conta uma historia. A minha, a tua - infelizmente - a nossa. A obra restitui ao observador a sua própria imagem numa composição quase natural de elementos do quotidiano. O lixo como paisagem artificial que retrata a realidade de alguém ao longo de 14 dias de vida. A obra urge o observador a nunca mais olhar para si - e para os resíduos – da mesma forma.

Alho . Café . Cera . Corda . Madeira . Material vegetal . Metal . Plástico . Papel . Tecido . Vidro . Sem cola ."



Parabéns a todos os vencedores e artistas participantes que nos inspiraram e nos fizeram refletir sobre nosso impacto na natureza com arte e criatividade durante essa jornada em Lisboa. Todos os participantes do concurso ganharam um "Vale Workshop" para ser usado no Zero Waste Lab Portugal, isso não é incrível?


Obrigado também aos que acompanharam todos os momentos do ArtZero, curtiram e compartilharam as obras e mensagens. Nós do Livre Para adoramos participar de um evento com tantos talentos reunidos e com tantas propostas e mensagens positivas que nos fizeram refletir e aprender.


Um grande abraço,


Bruno e João

Livre Para

CONTATOS

 

canallivrepara@gmail.com

+351 914 820 619

+351 914 822 304

Penha de França | Lisboa | PT